A musicoterapia

A musicoterapia

O efeito da música nas pessoas será sempre diferente e único, no entanto, uma coisa é clara: a música consegue induzir emoções, estados de ânimo e pode ser terapêutica.

Na Casa da alma descobrimos que gerar mudanças e bem-estar a partir da música é possível. O que é e como é prática da musicoterapia? Ambas as questões estão resolvidos a seguir.

Musicoterapia

Alexandre Carvajal , é um ser humano apaixonado pela música, a mente, a magia, a energia, a alquimia e a idéia de ajudar as pessoas a se conectar melhor com suas emoções.

Alexandre é Psicólogo de profissão e Cantor desde pequeno, ele foi capaz de integrar ambas as áreas para oferecer aos seus pacientes experiências sensoriais que lhes forneçam ferramentas para libertar sua mente e fazer mudanças positivas em sua vida.

Alexandre realizou estudos complementares em terapias alternativas como o reiki, a arteterapia e, claro, a musicoterapia, a qual estudou na Argentina e com a qual entendeu que tirar o mais profundo da alma, é possível, através da música.

De acordo com ele, a musicoterapia é a utilização da música e dos elementos musicais para o seu próprio benefício, esta busca fazer modificações desde o ponto de vista emocional e físico dos pacientes.

Uma sessão de musicoterapia consiste em propiciar um espaço terapêutico, em que o terapeuta leia quais são as características do paciente e determina que tipo de música você precisa ouvir.

O trabalho do profissional baseia-se em dar estímulos sonoros, a partir da improvisação musical ou a reprodução de músicas.

Através de ouvir o paciente tem a possibilidade de conectar-se com a origem de seus sintomas. Assim, por exemplo, as emoções que o estejam afetando, no momento ou o que poderia ter acontecido na infância ou na adolescência, a qualquer momento podem aparecer pelo uso e o acompanhamento de música.

O terapeuta pode tomar a decisão de se ensinar várias técnicas de musicoterapia, Alexandre diz que uma delas é fazer música com o paciente, sem que necessariamente este seja músico; esta técnica consiste em fazer com que o paciente responda a um determinado som com uma frase ou com uma melodia, desta forma, o terapeuta pode ler-se este o faz com a ansiedade, com calma, se lhe dá pena ou se começa a lembrar de coisas do passado. Tudo isso permite o estabelecimento de conclusões que lhe ajudarão a entender que significado tem esse comportamento na vida do paciente.

O terapeuta pode tocar instrumentos na consulta para gerar a música certa, ou você pode simplesmente colocar algumas músicas que estimulem e induzam a que o paciente esteja motivado a trazer à tona as emoções que tem reprimidas ou que lhe fazem falta para experimentar mudanças efetivas em sua vida.

Musicoterapia

De acordo com Alexandre, para cada paciente há uma música específica e tem uma razão de ser. Por exemplo, uma pessoa que precisa vencer a timidez, ser aceites, mover-se e gerar contato com outras pessoas, você precisará de música associada ao ritmo, sons percutivos que convidem a ação, para se conectar com suas raízes e, desta forma, ao ser convidado para o baile, encontrar-se com seu corpo e derrubar esse pudor.

Em adultos com idade superior a musicoterapia tem um efeito positivo, muito bonito, muitas vezes as pessoas de idade avançada têm um pensamento mais associado ao passado e ao futuro, portanto, a música, evocando memórias e histórias relacionadas com sua família, o lugar de onde vêm e sua história.

Ao retroceder informações através da música, os idosos se conectam com emoções de alegria e agradecem por tudo o que vivi, ao mesmo tempo que fazem ginástica mental, ao lembrar de letras de músicas e situações do passado. A musicoterapia pode até mesmo ajudá-los a se sentir seguro de novo, ao receber muitos aplausos e sorrisos de parte daqueles que os ouvem cantar.

Por último, cabe ressaltar que a musicoterapia a praticamos todos os dias, de forma inconsciente, ao escolher determinada música para se conectar com o nosso estado emocional, a diferença é que não há um terapeuta que guie o processo e que retroalimente a terapia.

Se quiser saber mais sobre a Casa da alma e de tudo relacionado com terapias integrais, pode fazê-lo aqui.

Conte-nos como você aplica a musicoterapia em sua vida. Você crê no poder da música? O Visitarías um especialista para viver esta experiência?

Um grupo de profissionais em diferentes áreas da saúde está à sua disposição para resolver as suas preocupações.